Navegação
Total de Visitas desde 2011:  2905047

Rui Salvador suspende temporada.

Personagens da Festa

Casa cheia no Mano - a - Mano em Santarém

Clique na Foto Para Aumentar

Casa cheia no Mano - a - Mano em Santarém 

O realce maior desta primeira corrida de toiros da temporada 2023 tem de ir, de forma inequívoca, para os mais de 10 mil espectadores que estiveram em Santarém para um desejado e competitivo mano-a-mano entre João Moura Jr e Francisco Palha e onde o primeiro não deixou margem para dúvidas e venceu este primeiro confronto. Os aficionados aguentaram estoicamente uma corrida longa e onde foram necessárias 10 tentativas 10 para pegar o primeiro toiro…

João Moura Jr esteve bem no que abriu praça, com uma boa lide iniciada com um ferro em sorte de gaiola e perante a bravura e codícia do toiro, entendeu-se bem com ele na ferragem curta, com dois ou três farpas de boa nota, assim como nas preparações e remates. Mas seria frente ao bravo e encastado terceiro da ordem que, na fase final da sua lide, levantou o público das bancadas com duas excelentes mourinas, momento alto da tarde no que ao toureio a cavalo concerne. No quinto da ordem, mais reserva e complicado, cumpriu com acerto a função.

Francisco Palha teve um boa primeira lide também iniciada comum bom comprido em sorte de gaiola e uma série de ferros curtos de boa nota, procurando ligar-se ao toiro e deixando-o colocado nos melhores terrenos para lhe sacar o máximo partido. O seu segundo foi reservado e com ele voltou a andar em bom plano sem, contudo, romper na sua actuação. Abordagem correcta das sortes assim como a cravagem numa lide com interesse. Não começou bem a lide ao sexto da ordem já que o ferro, em sorte de gaiola, ficou descaído. A lide não teve o desejado e ambicionado impacto e ficou-se apenas pela regularidade.

Irregular a primeira prestação dos Amadores de Santarém,  a cargo de Francisco Graciosa que saiu lesionado à 8ª tentativa, num toiro que bateu forte e que foi pegado à 2ª emenda (a 10ª tentativa) por Caetano Gallego. Seguiram-se Salvador Ribeiro de Almeida à 2º e Francisco Cabaço num pega colossal ao primeiro intento. Quanto aos Amadores de Évora, para a cara do 2º da tarde foi o forcado José Maria Passanha que consumou à 3ª, seguido por José Maria Caeiro à 2ª e a encerrar praça uma enorme pega ao primeiro intento por intermédio de Ricardo Sousa.

Os toiros, de Murteira Grave, estavam muito bem apresentados e revelaram bravura e codícia os 3 primeiros, sendo que o ganadeiro deu volta à arena após a lide do terceiro.

Condescendente a direcção de corrida a cargo de Marco Cardoso, deixando arrastar em demasia as tentativas de pega ao primeiro, e com pouco critério na concessão de música, assessorado que esteve pelo veterinário José Luís Cruz.

No início do espectáculo e quando foi anunciado que seria guardado um minuto de silêncio em memória do Comendador Rui Nabeiro, a banda tocou o Hino Nacional…

Texto: Diniz Gavino

20/03/2023

23:54


Rui Salvador suspende temporada.

Personagens da Festa