Os 6 toiros para a Corrida dos Agricultores de Tomate do Ribatejo

Personagens da FESTA - Sobral de Monte Agraço.

SOBRAL DE M. AGRAÇO - CURRO DÍAZ COM FAENA SUBLIME E TRISTÃO RIBEIRO TELLES A DESTACAR-SE DOS SEUS COLEGAS

Clique na Foto Para Aumentar

SOBRAL DE M. AGRAÇO - CURRO DÍAZ COM FAENA SUBLIME E TRISTÃO RIBEIRO TELLES A DESTACAR-SE DOS SEUS COLEGAS.

Praça de Toiros de Sobral de Monte Agraço – 25/04/22 – Festival Taurino

Ganadarias: Alves Inácio (1º, 2º e 3º) e Varela Crujo (2º, 4º e 6º)

Cavaleiros: Joaquim Brito Paes, António Telles filho, Tristão Ribeiro Telles

Forcados Amadores de Alcochete

Espadas: Curro Díaz, Manuel Dias Gomes, Manuel Perera (novilheiro)

Director: Ana Pimenta – Veterinário: Jorge M. Silva – Lotação: ½ casa


O festival deste 25 de Abril de 2022 em Sobral de Monte Agraço foi um interessante espectáculo do ponto de vista dos bons momentos que se viveram mas não encheu a praça como seria expectável pois os cavaleiros anunciados são, garantidamente, a garantia de um bom futuro e os restantes toureiros têm provas dadas e mereciam maior presença de público.

Joaquim Brito Paes abriu praça frente a um novilho bem composto, de Alves Inácio, e recebeu-o bem até deixar colocado para o primeiro comprido, que foi bom e bem rematado. Com os curtos, a fase final foi em crescendo e o último de muito boa nota em sorte frontal bem desenhada.

António Telles filho lidou bem um novilho de Alves Inácio que buscou querenças em tábuas mas que, depois de bem colocado, permitiu um primeiro curto de muito boa nota, em curto. Os restantes e com o novilho a procurar tábuas, foram deixados a sesgo, com mérito.

Em terceiro lugar actuou Tristão Ribeiro Telles que deixou os melhores compridos da tarde, com segurança. Dois bons curtos em sortes frontais bem executadas, mais 2 de violino e um de palmo que chegaram ao público foram o resultado desta boa actuação em Sobral. Lidou um novilho de Alves Inácio.

Para as pegas saltaram à arena os Forcados Amadores de Alcochete. Boas pegas de caras por intermédio de João Maria Pinto (à 1ª), Henrique Teixeira Duarte muito bem à 1ª e João Dinis a consumar com raça à 2ª.

No toureio apé lidaram reses de Varela Crujo. O 4º da tarde, bem rematado de carnes e larga cornamenta, foi de suaves e nobres investidas e com ele o matador Curro Díaz, esteve sublime pois desde as templadas e bem desenhadas verónicas ao toureio de muleta tudo foi feito ao ralenti, templadíssima a faena de muleta tal quanto as investidas do toiro, a que faltou sal e um pouco de transmissão para que tudo se alcandorasse a um nível ainda superior. Mas soube bem esse toureio tão lento, tão ao ralenti, tão acompassado. Enhorabuena ao toureiro pela sua atitude e entendimento das qualidades do exemplar que lhe tocou em sorteio.

Manuel Dias Gomes não teve um quinto bom, antes pelo contrário já que desde que saiu à arena mostrou-se complicado nas suas investidas. As verónicas com que o recebeu foram de muito boa execução e a chegar ao público. Depois o exemplar de Varela Crujo começou a mostrar pouca fijeza nas investidas e Manuel soube aproveitar o pouco que de bom tinha em alguns passes pelos dois pitóns, não se livrando de um susto sem consequências.

No sexto lugar actuou o novilheiro espanhol Manuel Perera que não pode luzir-se de capote frente a um toiro complicado e que não melhorou muito na muleta. O ofício do jovem novilheiro sacou-lhe a faena possível, baseada na mão direita, e com alguns muletazos de boa nota, acabando a faena em terrenos de muita proximidade e o público aplaudiu a sua entrega.

O espectáculo foi dirigido por Ana Pimenta, de forma correcta e assertiva, assessorada pelo veterinário Jorge Moreira da Silva.

Texto:António Lúcio

27/04/2022

00:36


Os 6 toiros para a Corrida dos Agricultores de Tomate do Ribatejo

Personagens da FESTA - Sobral de Monte Agraço.