Matador de Toiros Román Colhido em Tentadero

LUIS PROCUNA: FAENA DE VIDA...

As crianças vão aos Toiros

Clique na Foto Para Aumentar

As crianças vão aos Toiros

Texto da Presidente de Junta de Azambuja

"Sou Presidente de Junta eleita pelo partido que se encontra no Governo. Tal facto não me turva o pensamento e jamais me condicionará a minha liberdade de expressão, simplesmente porque estou num partido livre e plural.

Por isso, permita-me Sr. Primeiro Ministro António Costa, enquanto Presidente de Junta de Freguesia de Azambuja (terra simpaticamente tauromáquica) e enquanto Azambujense que lhe diga que não se negoceiam Orçamentos de Estado vendendo as nossas raízes, tradições e identidade. Porque isso é a mesma coisa que perdermos personalidade.

Compreendo, talvez seja das que melhor compreenda, o quanto esta fase tem sido desgastante para todos, o quanto seria importante ter um Orçamento de Estado para 2021 para combater a pandemia. Mas não vale tudo! 

Ao vedar a entrada a menores de 16 anos nas touradas, está a vedar a opção de os mesmos fazerem uma escolha e serem ou não educados segundo a nossa identidade cultural. Sim porque Tauromaquia é Cultura! E eu não vejo mais nenhuma restrição cultural a menores de 16.

Sr. Primeiro Ministro, como diz o nosso fado “ ... até que a voz me doa” não aceitarei este atentado à identidade da Freguesia a que presido e falo apenas em nome de Azambuja. Se necessário, recorrerei ao Tribunal Constitucional ... até que a voz me doa."

 Dra Inês Louro

Na  sequência da tomada de posição assumida pela Presidente da Junta de Freguesia de Azambuja, Drª Inês Louro (PS), aliás na linha das posições tomadas por Vitor Besugo - Presidente da Junta de Freguesia de Beringel e de Álvaro Azedo, Presidente da Câmara de Moura, ambos igualmente do Partido Socialista, as três mais representativas agremiações taurinas do Concelho de Azambuja, entenderam entregar ao Sr Presidente deste Município o "Manifesto" cujo texto se anexa.


Caro António Costa,

Como militante do Partido Socialista nunca poderei aceitar que no próximo ano, ou que alguma vez, os espectáculos tauromáquicos possam deixar de ter menores a participar e a assistir nas bancadas.

Essa proposta que foi recentemente avançada pelo PAN, no âmbito das negociações do Orçamento do Estado para 2021, e que visa alterar a legislação no primeiro trimestre de 2021 poderá a vir a ser aceite por este Governo liderado pelo Senhor.

Sou militante do Partido Socialista (PS) há cerca de 20 anos, por ser um partido que defende o estado social e as liberdades. 

Para o PS, a liberdade foi sempre o elemento essencial do combate por uma sociedade mais solidária, justa e fraterna, mais igualitária e coesa; e o pluralismo das ideias e das opiniões foi sempre a marca característica, não só do seu funcionamento e da sua ação como partido, como também do projecto que concebe para a organização política e social de Portugal e da União Europeia.

Se esta alteração à lei for para a frente, considero que estão a interferir na minha liberdade de educar o meu filho com os ensinamentos que recebi do meu Pai e do meu Avô.

Em 1978, com apenas 5 anos, assisti pela primeira vez a uma corrida de toiros pela mão do meu Pai e do meu Avô em Alcácer do Sal… desde então que me considero aficionado. Com 15 anos integrei um Grupo de Forcados Juvenis em Vila Franca de Xira. Com este meu passado não me considero violento, inculto, ou um mau exemplo para a sociedade, pelo contrário, se neste momento exerço funções de presidente de Junta de Freguesia é porque as pessoas que vivem na minha freguesia me consideram como alguém com capacidade para gerir os destinos da mesma.

Não posso aceitar esta pretensão do PAN, partido que ignora tudo o que não seja a sua realidade urbano-depressiva, maltratam o mundo rural, não conhecem o que é a vida no campo e desconhecem a importância da tauromaquia e todas as atividades relacionadas, na economia das regiões do interior. 

Hoje alguém me dizia que a nossa vida não são só touradas. Pois não, mas para muitos amigos meus as touradas são a sua vida, pois são ganaderos, cavaleiros, bandarilheiros, campinos, empresários, emboladores, fotógrafos, etc… e não podemos deixar estes para trás.

Caro António Costa, o PAN nas legislativas de 2019 obteve 3,32 % dos votos o que equivale a 174.511 votos… não se arrisque a perder muito mais nas próximas eleições, contando obviamente com o meu, e se tal vier a acontecer o meu cartão de militante seguirá nesse mesmo dia para o Largo do Rato, pois jamais me poderei rever numa cultura de autoritarismos e proibições!

Acredito que não aceitará estas medidas apresentadas pelo PAN.

Saudações aficionadas,

Beringel, 5 de Novembro de 2020.

Vitor Morais Besugo








Matador de Toiros Román Colhido em Tentadero

LUIS PROCUNA: FAENA DE VIDA...