Reportagem Cartaxo 22-06-2018

João Moura em Badajoz

X Festival da Juventude Aficionada A Praça de Touros de Alcochete

Clique na Foto Para Aumentar

X Festival da Juventude Aficionada A Praça de Touros de Alcochete
X Festival da Juventude Aficionada a Praça de Touros de Alcochete, abriu portas para receber a X edição do Festival da Juventude Taurina. Devido à ausência de Filipe Peseiro, coube a António Mendonça, o primeiro utrero, da ganadaria Gregório da Silva. Os primeiros curtos resultaram traseiros, mas evoluiu nos últimos curtos, terminado inclusive, com uma marcação ao pitón. Marco Santos, na sua primeira apresentação em praça, foi o cavaleiro que mais transmitiu ao público. Deixou boa nota nos curtos cravados em sorte frontal e no violino que encerrou. Érica Correia, muito “verde” para se apresentar ao público. Contou com uma quadrilha que lhe auxiliou em todos os momentos, para que conseguisse meter o touro na sorte. Lourenço Malheiro, destacou-se com sortes frontais e conseguiu também agradar o público, de todos foi o mais correcto, nos tempos das sortes. A tarde fechou, com uma lide a duo, entre António Mendonça e Marco Santos, que trouxe ritmo e alegria a esta tarde amena de Verão. Vimos os dois jovens a disfrutar, mais nesta actuação, do que quando lidaram em solitário. Dos dois jovens o mais desenvolto, foi Marco Santos. Sobre as Pegas, tivemos os juvenis do Grupo de Forcados Amadores a Alcochete, a concretizar sempre ao primeiro intento.

, abriu portas para receber a X edição do Festival da Juventude Taurina. Devido à ausência de Filipe Peseiro, coube a António Mendonça, o primeiro utrero, da ganadaria Gregório da Silva. Os primeiros curtos resultaram traseiros, mas evoluiu nos últimos curtos, terminado inclusive, com uma marcação ao pitón. Marco Santos, na sua primeira apresentação em praça, foi o cavaleiro que mais transmitiu ao público. Deixou boa nota nos curtos cravados em sorte frontal e no violino que encerrou. Érica Correia, muito “verde” para se apresentar ao público. Contou com uma quadrilha que lhe auxiliou em todos os momentos, para que conseguisse meter o touro na sorte. Lourenço Malheiro, destacou-se com sortes frontais e conseguiu também agradar o público, de todos foi o mais correcto, nos tempos das sortes. A tarde fechou, com uma lide a duo, entre António Mendonça e Marco Santos, que trouxe ritmo e alegria a esta tarde amena de Verão. Vimos os dois jovens a disfrutar, mais nesta actuação, do que quando lidaram em solitário. Dos dois jovens o mais desenvolto, foi Marco Santos. Sobre as Pegas, tivemos os juvenis do Grupo de Forcados Amadores a Alcochete, a concretizar sempre ao primeiro intento.

Sónia Batista


Reportagem Cartaxo 22-06-2018

João Moura em Badajoz