Campo Pequeno distinguido em Baeza

XIX MÊS DA CULTURA TAUROMÁQUICA NA AZAMBUJA

Os Cabos dos grupos de forcados da novilhada falaram do evento

Clique na Foto Para Aumentar

Cabos dos grupos de forcados Amadores da Moita., Tertúlia Tauromáquica do Montijo e Arruda dos Vinhos antecipam a respectiva participação na novilhada de sábado, no Campo Pequeno

1-  Que significa para o Grupo a inclusão no cartel da novilhada de Abono no Campo Pequeno?

- Pedro Raposo /Amadores da Moita (PR) - É com um sabor muito especial e com o enorme sentido de responsabilidade que o Grupo Forcados Amadores da Moita, vê a sua inclusão no cartel da Novilhada do Campo Pequeno, visto que já há alguns anos o grupo não pegava em Lisboa.

- Márcio Chapa /Amadores da Tertúlia Tauromáquica do Montijo (MC)- Para o nosso grupo tem um significado muito especial. É um sonho realizado estar no cartel da novilhada de Abono do Campo Pequeno, porque há mais de 30 anos que o nosso grupo não pegava na praça de toiros mais importante do nosso país que é o Campo Pequeno! Por isso aqui fica a nossa gratidão por estarmos presentes no Abono do Campo Pequeno 2018!

- Rodolfo Costa /Amadores de Arruda dos Vinhos (RC) – É uma grande responsabilidade pegar no Campo Pequeno, mas, ao mesmo tempo, um prazer enorme em representar a nossa terra e dignificar a tradição de pegar toiros, no ano em que comemoramos 10 anos de existência.

2-  Quais os objectivos do grupo para esta temporada?

PR -  0s objectivos para a temporada são de nos apresentar sempre em bom nível, dignificando assim o nome do Grupo Forcados Amadores da Moita e a figura do forcado.

MC - Os nossos objectivos para esta temporada são sempre grandes: Tentar estar presentes no maior número de corridas que nos for possível; honrar sempre a nossa jaqueta e o bom nome da nossa terra! Mas o nosso grande objectivo para este ano era voltar estarmos presentes numa corrida de toiros no Campo Pequeno!

RC - Queremos fazer uma boa temporada, chegar aos 10 espectáculos e fazer boas pegas.  

3-  Como define o momento actual do Grupo?

PR - O actual momento do Grupo Forcados Amadores da Moita é bastante interessante. É um grupo com bastantes jovens o que vem reforçar a sua coesão e a sua continuidade num futuro.

MC - No actual momento, defino o grupo com muita qualidade, jovem e com muito vontade de vencer. Uma família muito unida!

RC - -Temos um misto de juventude e de alguns veteranos que dão garantias para uma temporada em que não tememos os desafios e onde nos comprometemos a honrar e dignificar as jaquetas que envergamos. 



Campo Pequeno distinguido em Baeza

XIX MÊS DA CULTURA TAUROMÁQUICA NA AZAMBUJA